Governo Provincial do Bengo
Educação

Mais de 14 mil cidadãos alfabetizados na província

Cercad de catorze mil e 935 pessoas aprenderam a ler e a escrever na província do Bengo na I e II fase do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE), através dos métodos "Aldeia Global” e “Sim Eu posso", foi avançado terça-feira, 8 de Novembro, na cidade de Caxito, província do Bengo, pelo chefe do Departamento Provincial da Educação, Ensino Geral, Ciência e Tecnologia da circunscrição, António de Assurreira, durante o acto de encerramento da II fase do PAAE/2016, na região.

Deste número, pontualizou, 10.273 alunos aprovaram e 2.387 reprovaram, num projecto iniciado em Julho deste ano.

Referiu que na província do Bengo inscreveram-se no método de intervenção pedagógica “Sim Eu Posso” 4.735 pessoas e 10.200 no sistema de ensino “Aldeia Global”, programas assegurados por 161 docentes.

Para os próximos tempos, informou, o sector prevê o mapeamento de toda a população analfabeta na província do Bengo, identificar os bairros livres do analfabetismo, revitalizar os pontos de alfabetização da 70ª Brigada de Infantaria Motorizada e a da Igreja Católica.

Ao encerrar o acto, a vice-governadora da província do Bengo para o sector Político e Social, Maria Peixoto, parabenizou os finalistas do programa e reiterou o empenho do governo local na formação de quadros competentes para o desenvolvimento da região.

Por seu turno, o director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Bengo, António Quino, procedeu a entrega de certificados de mérito às direcções municipais da Educação mais destacadas no PAAE, com realce para Pango Aluquém e Dembos, respectivamente.

O evento foi presenciado pelo director nacional para o Ensino de Adultos, Mákulo Afonso, membros do governo do Bengo, cidadãos cubanos, autoridades tradicionais e religiosas, entre outros convidados.

Angop